Os pontos na Liga Empresarial de Futsal no Porto são cada vez mais dificeis de conquistar, com os jogos a serem pautados pelo equilibrio.

Transdev soma segunda vitória consecutiva!

Transdev e MyPartner abriram a jornada, com o resultado a ser favorável à Transdev por 4-3. Aos 10 segundos de jogo, Jorge Nunes abriu o marcador para a Transdev após jogada individual pela faixa esquerda, com um remate cruzado. A MyPartner entrou no jogo num ritmo bastante baixo, em que tiveram dificuldades em suster as transições da Transdev. Ao minuto 15, Tiago Martins recupera uma bola no meio campo ofensivo, fica na cara do guarda-redes da MyPartner, tira-o da frente e empurra para o 2-0. Ainda antes do intervalo, mais um contra-ataque da Transdev conduzido por Armindo Rodrigues, que assiste de forma perfeita Tiago Martins para o 3-0.

Na segunda parte, a MyPartner entrou com outra energia e rapidamente reduziu, com Ângelo Matias a recuperar a bola no meio campo ofensivo, tabela com Sara Freitas e coloca a bola no ângulo. Este golo deu a motivação necessária para a MyPartner acreditar e continuou a carregar para encurtar distâncias. As oportunidades foram aparecendo, mas o desacerto numas situações e o mérito do guarda-redes da Transdev, mantiveram o resultado em 3-1 até ao minuto 29. Nesse minuto, canto marcado por Jorge Nunes que descobre Dinis Pereira sozinho dentro da área e este faz o 4-1 para a Transdev. Ao minuto 33, Ricardo Rodrigues e Vítor Pereira combinam muito bem, com Ricardo Rodrigues a aparecer ao segundo para reduzir para 4-2. A MyPartner acreditava e ao minuto 36, Sara Freitas faz um passe por cima incrível e descobre Pedro Castro do lado direito, que de pé esquerdo faz um golaço e relançou o jogo para os minutos finais. Mas a Transdev fechou-se e não permitiu mais golos, conseguindo a segunda vitória consecutiva.

Reviravolta da Bial permite subida à segunda posição!

A Bial continua a boa série de resultados e desta feita derrotou a Amfurniture por 3-1. A primeira parte foi muito disputada a meio campo, com poucas oportunidades. As equipas estavam bastante encaixadas e com pouco atrevimento. O momento de maior realce da primeira parte aconteceu ao minuto 19, com Leandro Teixeira a marcar um livre de 10 metros sem barreira, mas a atirar ao poste. Com naturalidade, o resultado ao intervalo foi um empate a zero.

Na segunda parte o jogo foi bem diferente, com muitas oportunidades. Ao minuto 26, Daniel Barbosa recebe um passe longo, nas costa da defesa e atira ao poste. Na sequência da jogada, a bola volta a sobrar para Daniel Barbosa que assiste Ricardo Cunha que empurra para da Amfurniture. A Bial em desvantagem teve de arriscar mais e foi tendo algumas oportunidades, mas sem conseguir marcar. Até ao minuto 35, em que Pedro Silva lança rápido o contra-ataque e Leandro Teixeira conduz a bola e remata em força para o golo do empate. A Amfurniture sentiu este golo e a Bial carregou ainda mais. Ao minuto 39, canto para Bial apontado por Carlos Durães, João Otto faz um bloqueio no defensor do Leandro Teixeira que aparece sozinho para empurrar para a baliza da Amfurniture. Sobre o apito final, Pedro Silva lança uma bola bombeada na frente e Leandro Teixeira ganha de cabeça e faz a mesma passar por cima do guarda-redes e carimba o 3-1 final para a Bial.

CPCIT4ALL regressa às vitórias e sobe à quarta posição!

Jogo vibrante entre a CPCIT4ALL e a Capwatt, com a CPCIT4ALL a levar a melhor por 6-2. A Capwatt até entrou melhor no jogo e colocou-se na frente do marcador ao minuto 5, com Tiago Padrão a colocar a bola por cima e Pedro Vieira em luta com o guarda-redes da CPCIT4ALL leva a melhor e abre o marcador. A CPCIT4ALL reagiu muito bem a desvantagem e contouu com Ricardo Quintas que esteve imparável. Ao minuto 9, Ricardo Cruz aproveita um remate ao poste de Ricardo Quintas e na recarga encosta para o empate. Dois minutos depois, Ricardo Quintas, na cobrança de um livre direto faz o 2-1 para a CPCIT4ALL. Em cima do intervalo, Sílvio Monteiro virou o jogo e encontrou com espaço Ricardo Fraga que num remate forte rasteiro faz o golo do empate da Capwatt.

A CPCIT4ALL entrou muito forte na segunda parte tendo várias oportunidades, mas pela frente apanhou um super Rui Mendes, que foi evitando o golo da CPCIT4ALL. A Capwatt sempre que podia espreitava o contra-ataque, mas sem grandes oportunidades. Ao minuto 30, numa transição rápida, Tiago Sousa coloca Ricardo Quintas na cara de Rui Mendes e desta vez o atacante levou a vantagem e colocou a CPCIT4ALL na frente por 3-2. Logo no minuto seguinte, o mesmo Ricardo Quintas carrega a bola pela ala esquerda e com um remate de baixo para cima de pé esquerdo faz o 4-2 para a CPCIT4ALL. A Capwatt estava algo perdida e CPCIT4ALL não tirava o pé e ao minuto 32, Ricardo Quintas fez o quarto golo da sua conta pessoal, tirando o guarda-redes da frente e empurrando para o 5-2. O 6-2 surge com Ricardo Quintas a fazer um passe a isolar Tiago de Sousa que desvia de Rui Mendes. A Capwatt ainda teve uma grande oportunidade, com Tiago Pinheiro a atirar à barra, mas o resultado não sofreu mais alterações.

Fairjourney biologics vence pela primeira vez!

Após três jogos com resultados menos positivos, a Fairjourney biologics conseguiu a primeira vitória e ainda por cima frente à equipa que só sabia vencer, a Climex. A Climex até entrou praticamente a vencer, com Bruno Carvalho a assitir de forma perfeita Bruno Pereira para o primeiro golo da Climex. Mas logo no minuto seguinte, a Fairjourney biologics consegue restabelecer a igualdade com Hélder Alves a colocar Silvestre Leite numa boa posição e num remate potente de fora da área faz o golo do empate. O jogo estava frenético, e a Climex voltou a colocar-se na frente do marcador com Bruno Pereira a fazer o segundo da conta pessoal. Mas a Fairjourney biologics respondeu ainda antes do intervalo, com Luís Leitão a assistir Tiago Augusto para o golo do empate.

A Climex entrou a pressionar imenso na segunda parte e foi tendo algumas oportunidades, mas foi a Fairjourney biologics a colocar-se na frente do marcador, com Silvestre Leite a passar a bola para as costas da defesa da Climex e Helder Alves de cabeça coloca a bola por cima do guarda-redes da Climex e faz o 3-2 para a Fairjourney biologics. Dois minutos mais tarde, numa transição rápida a Fairjourney biologics consegue fazer o 4-2, com Fernando Lemos a ter a infelicidade de colocar a bola na própria baliza. O jogo estava bom e logo no minuto seguinte, Bruno Pereira arranca pela direita e faz um remate forte e cruzado e reduz para 4-3. A Climex apostou no 5×4 e foi conseguindo se aproximar da baliza da Fairjourney biologics, mas sem eficácia. Ao contrário da Fairjourney biologics que aproveitou os deslizes da Climex para aumentar a vantagem. Ao minuto 35, Tiago Augusto recupera a bola e remata colocado para o 5-3 e ao minuto 38, Silvestre Leite faz o 6-3. No último minuto, Fernando Lemos combina com Rui Duarte e reduz para o 6-4 final.

Equipa da Semana

Fairjourney biologics – Após vários jogos em que por pormenores não conseguiu vencer, a Fairjourney biologics conseguiu uma excelente vitória sobre a Climex. Silvestre Leitão, capitão foi o elemento que mais se destacou, num jogo onde o coletivo é que fez a diferença.

5 Ideal da Semana

Rui Mendes – Capwatt

Silvestre Leite – Fairjourney biologics

Leandro Teixeira – Bial

Tiago Martins – Transdev

Ricardo Quintas – CPCIT4ALL

Leave a Reply