Grupo A

BLIP – Jolera

BLIP confirma superioridade!

A BLIP defrontou e venceu a Jolera por 3-1, num jogo onde a segunda parte foi fundamental para o culminar da vitória da BLIP. O jogo começou muito dividido, muito físico e com poucas oportunidades, até que ao minuto 7, Tiago Alves aproveita algum facilitismo da equipa adversária recuperou a bola e só com o guarda-redes pela frente dá a vantagem á BLIP.  A Jolera tentava responder, mas sempre sem grande discernimento, enquanto a BLIP ia fazendo o tempo passar e gerindo a sua vantagem, até que no último minuto da primeira parte Eduardo Soares numa reposição de bola lateral descobre Rafael Soares que com uma boa receção tira dois adversários do caminho e empata a partida com um grande remate.

A segunda parte iniciou com a Jolera mais pressionante e á procura da reviravolta, mas seria mesmo a BLIP a marcar, numa joga de entendimento, onde Luís Pinho assiste Mario Lima que ultrapassa o guarda redes adversário e atira para o fundo das redes. Esperava-se uma resposta da Jolera mas o que aconteceu foi um aumento de qualidade da BLIP, que selou o resultado final em 3-1 com Mário Lima a bisar na partida.

GD Adira – Fairjourney Biologics

Segunda parte de classe, fundamental para o triunfo do GD Adira!

GD adira entrou melhor no encontro, logo nos minutos iniciais com duas ocasiões de golo só travadas pelo guarda-redes da Fairjourney Biologics, Hugo Monteiro, que se apresentou em bom plano no inicio da partida. O golo do GD Adira acabaria mesmo por chegar com uma grande jogada individual de Luis Reis, que assistiu Lucas Fernandes para inaugurar o marcador. A Fairjourney Biologics, assentou o seu jogo e melhorou muito na partida. Ao minuto 16, a Fairjourney Biologics confirmou o bom momento na partida, quando António Barroso na reposição de bola lateral assiste Hélder Alves que de primeira empata a partida. A fechar a primeira parte a Fairjourney Biologics confirmou a reviravolta com a inversão dos papeis, Hélder Alves assistiu António Barroso que ao segundo poste encostou e confirmou a reviravolta na partida.
Quando se esperava algum equilíbrio na segunda parte, o GD Adira apresentou-se num grande nível e logo no primeiro minuto Luis Reis, com um remate desviado que enganou o guarda-redes adversário, empatou o marcador a duas bolas. Num grande contra-ataque conduzido por Lucas Fernandes e finalizado por Tony Silva, o GD Adira deu a volta ao marcador com alguma tranquilidade. Até ao final da partida a Fairjourney Biologics, nunca conseguiu responder á altura do desafio e o GD Adira foi dilatando o marcador e fixou o resultado final em 6-2.

 

Grupo B

Capwatt – Transdev

Primeira parte de classe, dá vitória á Capwatt!

O jogo iniciou-se com a Transdev mais fechada e a Capwatt assumir a iniciativa de jogo. Bruno Santos com um toque de calcanhar isola Ricardo Fraga que inaugura o marcador a favor da Capwatt. A Transdev ia tentando fechar os caminhos da sua baliza, mas com muitas dificuldades, ao minuto 12 chegava a resposta da Transdev com uma grande jogada individual de Jorge Nunes, que só foi travada pela trave da baliza. Já no fim da primeira parte Rui Lourenço conquista um pênalti que ele próprio converteu e fixou o resultado em 4-1 á favor da Capwatt.

A Capwatt entrou melhor na segunda parte e dilatou a vantagem através de Pedro Vieira, mas a Transdev não virou a cara á luta e começou a ficar mais perigosa e com as suas linhas mais subidas. Começavam a surgir várias oportunides para a Transdev, mas o guarda redes, André Carvalho ia colecionando boas intervenções. Até ao final da partida a Transdev ainda reduziu por duas vezes, com Rui Lourenço que bisou na partida e Jorge Nunes, mas ainda assim seria insuficiente para pressionar o adversário, que venceu por 5-3, muito devido á excelente exibição na primeira parte.

A Metalúrgica – myPartner

Minutos finais, com muita emoção resulta em empate!

Ambas as equipas iniciaram o jogo de forma apática e sem grande vontade na procura do golo, mas seria a myPartner a desperdiçar a primeira grande oportunidade aproveitando um erro na saída de bola adversária. A myPartner apresentava-se melhor na partida, mas sem conseguir abrir o ativo na partida. Até que no minuto 10 e 11 a myPartner faz dois golos com Vitor Pereira e Diogo Silva em destaque ao apontarem os tentos que permitiam á sua equipa estar em vantagem., vantagem essa que não sofreu alterações até ao intervalo.

Na segunda parte A Metalúrgica apresentou-se com uma nova cara e mais esclarecida e logo ao minuto 25, Carlos Silva com uma boa recuperação assiste Claudio Lima que só teve que encostar para o fundo das redes. Depois de conseguir encurtar o marcador, A Metalúrgica pressionava mais e procurava a igualdade na partida, que chegaria ao minuto 30 com uma grande jogava individual de Pedro Cancelo que assistiu novamente Claudio Lima. Contra a corrente do jogo e desferindo um bom remate de longe Rui Rodrigues, devolveu a vantagem á myPartner na partida já perto do fim. No último suspiro do jogo chegaria um balde de água fria para a myPartner que permitiu que Ruben Jacinto aparecesse na isolado e empatasse a partida a três.

Equipa Ideal:

Guarda-redes

André Carvalho – Capwatt

 

Bruno Santos – Capwatt

 

Ricardo Fraga – Capwatt

 

Lucas Fernandes – Grupo Desportivo Adira

 

Diogo Barros Silva – myPartner

 

Leave a Reply