A terceira jornada da Liga Empresarial de Futebol de 7 no Porto ficou marcada por dois jogos muito equilibrados.

No primeiro jogo, a Adidas somou a segunda vitória em dois jogos, sendo que desta vez derrotou a ManPower Tbo por 3-1. A Adidas entrou praticamente a vencer ao minuto 2, com João Queirós num remate do lado esquerdo do campo a abrir o marcador. Este golo, desbloqueou o jogo logo desde início, e obrigou a ManPower a arriscar mais. Ao minuto 7, João Ferreira marca um livre direto de forma irrepreensível e aumenta a vantagem da Adidas para 2-0. Mas logo no minuto seguinte, Pedro Nabor num grande remate de fora da área, quase do meio campo, reduz para 2-1. Este golo deu ainda maior confiança à ManPower Tbo, que tentou chegar ao empate ainda antes do intervalo. Isso não aconteceu, e a Adidas ainda aumentou para 3-1, com João Queirós a marcar uma grande penalidade de forma eficaz.

Na segunda parte, a Adidas teve de gerir o jogo, tendo em conta as ausências que teve para este encontro. A ManPower tentou aumentar o ritmo de jogo para criar ainda mais fadiga na equipa da Adidas, mas sem grandes efeitos praticos. O resultado não sofreu alterações, confirmando-se nova vitória da Adidas, somando para já 6 pontos.

A Angora Furniture Manufacturing somou os primeiros três pontos ao derrotar a HJ-Piping por 6-4. A HJ-Piping até entrou melhor no jogo, abrindo o marcador ao minuto 7, por Júnior Mesquita num remate em corredor central. Logo no minuto seguinte, Samuel Marques aumenta para 2-0, num remate bem colocado. A Angora teve de responder a esta entrada forte por parte da HJ-Piping e isso aconteceu ao minuto 11, com Rui Barros a aproveitar uma boa jogada do lado esquerdo e finaliza com qualidade, reduzindo para 2-1. Este golo deu confinça à Angora que carregou em busca do empate, e esse chegou ao minuto 21, com João Barros a aproveitar uma perda de bola da HJ-Piping e a empatar o jogo a dois golos, resultado que chegaria ao intervalo.

Na segunda parte, as duas equipas entraram a disputar todas as bolas com muita intensidade, para tentar chegar à vantagem. Acabou por ser a Angora a sair na frente, com Rui Barros num grande remate de fora da área a colocar na frente a sua equipa. Mas no minuto seguinte, Samuel Marques, aproveita uma jogada rápida para restabelecer a igualdade. O jogo estava louco, e de parada e resposta, com a Angora a voltar à frente do marcador com Rui Barros, a completar o seu hat-trick e a fazer o 4-3. O empate chegou, novamente, no minuto seguinte, com Samuel Marques a fazer o terceiro golo da sua conta pessoal, com um desvio certeiro para dentro da baliza. À entrada para os dez minutos finais o jogo estava completamente em aberto. A Angora teve uma ponta final mais feliz, aproveitando dois deslizes da defensiva da HJ-Piping para fazer dois golos decisivos. O primeiro apontado por Rui Barros e o último foi da autoria de Rui Camelo. Desta forma, a Angora Furniture Manufacturing igualou a HJ-Piping na classificação.

O último jogo da terceira jornada colocou frente a frente a MI-GSO e a Manuaço. A Manuaço mostrou melhorias e conseguiu a primeira vitória por 5-2. O jogo começou equilibrado, com a MI-GSO a abrir o marcador ao minuto 6 por André Pinto, com um grande remate de fora da área, ao ângulo. Ao minuto 14, a Manuaço chega à igualdade, com Ricardo Cabral a aproveitar uma recarga para empatar o jogo.

Na segunda parte, a MI-GSO volta a entrar melhor, com mais bola e Gui Retto aproveita uma grande penalidade para voltar a colocar a sua equipa na frente. Mas a Manuaço reagiu bem à adversidade e carregou em busca do empate. Ao minuto 39, Gui Retto marca na baliza errada e concede o empate à Manuaço. Ainda festejavam o empate e já havia novo golo para a Manuaço, com Hélder Leitão, guarda-redes da Manuaço, a lançar Rui Lamas no contra-ataque e este a fazer o gosto ao pé e a colocar a Manuaço na frente. A MI-GSO tentava reagir, mas a Manuaço estava imparável, com Jorge Sevilha ao minuto 43 a acertar na barra. Mas dois minutos depois, o mesmo Jorge Sevilha, após uma boa jogada coletiva faz o 4-2. Em cima do apito final, André Silva aproveitou uma recarga para fazer o resultado final 5-2.

Equipa da Semana

Manuaço – A Manuaço conseguiu a primeira vitória da época, com uma exibição muito conseguida, com golos de belo efeito. A equipa mostrou claras melhorias em relação aos primeiros dois jogos, o que só pode dar alento para o futuro.

7 Ideal da Semana

Daniel Santos – HJ-Piping

Pedro Nabor – ManPower Tbo

João Queirós – Adidas GDB Porto

André Pinto – MI-GSO

Jorge Sevilha – Manuaço

João Barros – Angora Furniture Manufacturing

Rui Barros – Angora Furniture Manufacturing

Leave a Reply