A segunda jornada da Liga Empresarial arrancou com um duelo entre Infraspeak e GD Adira. O resultado foi de 6-1 para a Infraspeak conseguindo assim os primeiros 3 pontos na prova. Carlos Santos abriu o marcador ao minuto 3 na sequência de um livre direto e dois minutos depois Pedro Tomaz aparece na cara de Bruno Luiggi e faz o segundo da Infraspeak. A Adira apresentou-se a jogo bastante desfalcada e isto colocou bastantes problemas à equipa durante o jogo. O jogo chegou ao intervalo com o resultado de 2-0. 

Na segunda parte, a Infraspeak voltou a entrar muito forte e em dois contra-ataques aumentou para 4-0. Manuel Ramos e Pedro Tomaz marcaram os golos da equipa. Tony Silva com uma boa finalização ainda reduziu para 4-1, mas Rúben Santos e um auto-golo de Tony Silva colocaram o resultado final em 6-1 para a Infraspeak.

Vanesp e Chilltek partiam para a segunda jornada após derrotas na primeira ronda e desde início se sentiu uma grande vontade de conquistarem os primeiros pontos. A Vanesp entrou com uma estratégia mais de contenção, enquanto a Chilltek tentou subir linhas para pressionar a equipa adversária. Esta estratégia mais agressiva levou a que a Chilltek inaugura-se o marcador ao minuto 7 por Luís Coval, com este a boca da baliza empurrar a bola para dentro. Este golo deu ainda mais vontade à equipa da Chilltek que aumentou para 2-0 ao minuto 17, com João Dias a aproveitar um passe nas costas e a fazer o gosto ao pé. Em cima do descanso, André Cardoso com uma finalização fora da área fez o 2-1 relançando o jogo para o segundo tempo. 

A segunda parte começou muito equilibrada e com ambas as equipas em busca do golo, mas foi a equipa da Chilltek a aumentar o marcador por Tiago Silva ao minuto 27. Este golo gerou algum descontrolo na equipa da Vanesp e a Chilltek aproveitou para disparar no marcador. Luís Coval marcou mais dois golos, completando um hat-trick, sendo que Tiago Silva e João Dias também faturaram colocando o resultado final em 7-1.

O jogo entre a Bial e a A400 tinha como mote o facto de ambas as equipas terem 3 pontos, o que podia permitir a uma destas equipas a liderança da Liga Empresarial. A Bial não podia pedir melhor arranque de jogo, com Paolo Mussini a abrir o marcador logo no primeiro minuto na sequência de um canto, a bola fica a pingar dentro da área e Paolo Mussini encosta para dentro da baliza. Este golo deu um cariz especial ao jogo, com a Bial a ceder o controlo da bola à A400 e a explorar todas as possíveis falhas da equipa adversária no contra ataque. A coesão da Bial foi impedindo as aproximações à baliza da A400, que não conseguia circular a bola a uma velocidade que criasse dificuldades ao adversário. Ao intervalo registava-se o 1-0. 

Na segunda parte, a matriz do jogo foi a mesma, com os minutos a passarem e a A400 a carregar cada vez mais, mas a não conseguir encontrar o caminho do golo. A 4 minutos do fim a A400 arrisca no 5×4 para tentar chegar ao empate, mas numa desatenção no ataque, a bola ressalta para um jogador da A400 que finaliza para a baliza deserta. André Silva, em desespero, toca com mão na bola e é excluído do jogo. Em superioridade numérica, a Bial consegue chegar ao segundo golo mesmo sobre o apito final por Diogo Martins.

O último jogo da jornada colocou frente a frente MyPartner e Orbcom, sendo o resultado favorável à MyPartner por 7-2. Ângelo Matias, que seria a figura do jogo, abriu o marcador ao minuto 4 com um potente remate, com a bola a embater na barra e a entrar. Este golo abriu o jogo e obrigou a equipa da Orbcom a ir em busca do empate. Mas seria a MyPartner a marcar em cima do descanso por Sara Freitas, na sequência de um canto. Ao intervalo registava-se a vantagem de dois golos.

Após o descanso, a MyPartner entrou decidida a terminar com o jogo e fez três golos em dois minutos. O 3-0 surge na sequência de um livre, com Vitor Pereira a fazer o golo. Ângelo Matuas completou o seu hat-trick marcando o quarto e quinto golos da equipa. O quarto golo surge após uma situação em que aparece isolado e tira a bola do alcançe do guarda-redes e o quinto, o seu terceiro, surge na sequência de um remate de fora da área. Com uma desvantagem de cinco golos, a Orbcom não baixou os braços e ainda conseguiu reduzir para 5-2. Pedro Leão foi o autor dos dois golos, através de um remate de média distância e uma recarga a defesa incompleta do guarda-redes. Ângelo Matias, ao minuto 35, completou uma exibição de sonho, fazendo o quarto golo da conta pessoal, sendo que Ricardo Rodrigues fechou a contagem ao minuto 40, colocando o marcador em 7-2.

5 Ideal da semana

Pedro Silva (Bial)

Ângelo Matias (MyPartner)

Carlos Santos (Infraspeak)

Luís Coval (Chilltek Cold Engineering)

António Gomes (Bial)

Leave a Reply