FUTEBOL 7 ALVALADE – 4ª JORNADA

Mais uma jornada da Liga Empresarial, que nos trouxe duelos interessantes onde as equipas já começam a definir alguns objectivos para esta época. Houve jogos entre candidatos e jogos entre equipas que procuram fugir dos lugar do fundo da tabela, o que fazia antever uma grande noite de futebol.
A Companeo foi a primeira surpresa da noite travando com um 3-3 a equipa da C.Santos VP que procura intrometer-se na luta pelo título. Ao mesmo tempo, a Germano Sousa vencia o Clube PT numa luta de titãs.
O Casino Lisboa por sua vez, voltava às vitórias contra a Mind Source, ao passo que a Salt Services segurava os primeiros três pontos contra a Gelpeixe.

 

 

Equipa da Semana: Companeo

Após os primeiros pontos nesta competição a equipa da Companeo merece o nosso destaque pela sua evolução de jogo para jogo, conseguindo travar uma equipa que disputava a liderança do campeonato. Esta equipa opta tradicionalmente por jogar um futebol direto, com um bloco baixo e que procura rapidamente colocar a bola no seu ponta de lança através de passes longos de Marc.
Marc é o capitão de equipa, joga a central mas tem uma excepcional qualidade de passe.
Yohann Blanc (defesa), Jerome da Silva (médio), Mehdi Ben (médio) também são jogadores importantes na manobra defensiva da equipa do Companeo, que tem na baliza Lofti Alaoui.
Na frente Pedro Henrique, muito veloz é também um nome a ter em conta nesta equipa que tem vindo a jogar melhor de jornada em jornada.

 

 

Flash Interview: Marc dos Santos (Companeo) – https://www.facebook.com/ligaempresarial/videos/2815196175166780/

 

Jogador da Semana: Rúben Faria  (Casino Lisboa)

Rúben Faria, está a realizar um excelente arranque de época nesta Liga Empresarial. Com 5 golos marcados é o 2º melhor marcador da sua equipa, o que diz bem da propensão ofensiva de médio.
Gosta de pisar terrenos interiores e é um jogador muito perigoso com a bola nos pés. Transporta muito bem a bola e entrega com qualidade aos seus companheiros.
O Casino Lisboa só se pode gabar de ter um jogador assim nas suas fileiras.

 

 

7 da Semana:

GR: Lofti Alaoui (Companeo)
Defesa: Pedro Pires (C Santos VP)
Médio: André Lopes (Gelpeixe)
Médio: Ruben Faria (Casino Lisboa)
Médio: Mauro Santos (Germano Sousa)
Médio: Nuno Gomes (C Santos VP)
Avançado: Tiago Almeida (Germano Sousa)

 

Crónicas:

Germano Sousa 2 – 0 Clube PT

Germano Sousa bate Clube PT ao cair do pano

Germano Sousa é a equipa que começa a comandar o jogo com linhas mais subidas e mais oportunidades de ataque.
Clube PT joga mais a defesa a controlar bem os espaços e a bola e a tentar subir com cuidado. Muita disputa de bola no meio campo por parte das duas equipas. O primeiro remate à baliza é feito pela Germano Sousa, que consegue encontrar um bom ângulo para rematar, mas o guarda-redes do Clube PT estava bem posicionado e agarra a bola. Enquanto o Clube PT apostou mais nos ataques pelas alas, a Germano Sousa ia construindo jogo com passes curtos tentando ganhar terreno. Na reta final a Germano Sousa viu a sua melhor oportunidade de golo desperdiçada, num lançamento lateral conseguem chegar até à área adversária, o primeiro remate vai ao poste e na recarga vem a bola bater no outro poste e sai fora.
Ambas as equipas mostraram bastante foco na defesa, que fez com que a primeira parte terminasse sem golos marcados.
O segundo tempo começa com Germano Sousa a mostrar ímpeto e a procurar o golo, Flávio Luz que só entrou no segundo tempo veio dar agressividade no ataque e a bola começou a chegar com mais regularidade até à área do Clube PT. O Clube PT continuou a jogar no contra-ataque, apostando nos ataques pela ala, grande parte proporcionados por Nuno Painho. Ao cair do pano surge o primeiro golo da partida, por parte da Germano Sousa, o remate bate num defesa adversário e a troca de direção da bola não permite ao guarda redes chegar a tempo para impedir o golo. O minuto seguinte Mauro Santo recebe uma bola longa vinda de longe e Germano Sousa volta a marcar, ficando o resultado final por 2 bolas a 0.

 

 

C. Santos VP 3 – 3 Companeo

Companeo conquista primeiros pontos

C Santos VP continuava na sua luta pela diferença enquanto a Companeo procurava os primeiros pontos na competição.
A C Santos VP entrou no jogo, apostando num futebol de pé para pé. No entanto a Companeo, com 3 homens fixos em zona defensiva e com um bloco muito baixo ia fechando bem os espaços para a sua baliza e apostava em bolas longas para surpreender o adversário. A estratégia resultava e a Companeo chegava ao golo no minuto 11. A partir do golo, as oportunidades da C Santos VP iam-se sucedendo mas Lofti Alaoui ia mantendo as redes invioláveis. Ao minuto 20, o pequeno génio, Nuno Gomes, de calcanhar a assistir o seu colega Nélson Ramalho para o golo do empate.
O intervalo chegaria com um empate.
Na 2ª parte, o Companeo manteve a sua forma de jogar, no entanto o C Santos optou por lateralizar mais o seu jogo e apostar em cruzamentos para a área. A estratégia parecia resultar e Nuno Gomes faz o 2-1. Sem tempo para grandes festejos por parte do C Santos VP, no minuto seguinte surge o empate. Ahmed Bessioud com um cabeceamento de belo efeito, após grande cruzamento de David. Nelson Ramalho ao minuto 41 aproveita um passe atrasado e dispara cruzado, mas já perto do apito final Pedro Henrique faz o empate para o Companeo.
Grande partida de futebol, com destaque para Nélson Ramalho com 2 golos, e Pedro Henrique com o golo do empate e uma exibição bem conseguida.

 

 

Mind Source 3 – 7 Casino Lisboa

Casino Lisboa viu e venceu

 Inicio de jogo repartido entre Mind Source e Casino Lisboa, ambas as equipas têm as linhas bem definidas, tendo as mesmas oportunidades de ataque, não havendo mais domínio para nenhuma equipa nos minutos iniciais.
A Mind Source é a primeira a ter uma boa oportunidade de golo com um livre, mas a bola sai ligeiramente acima. O primeiro golo surge aos 9 minutos, por parte do Casino Lisboa, Ricardo Sampaio Antunes recebe uma bola longa e sobe na ala até à área adversária, faz o centro e Diogo Lopes faz o golo. Este golo deu animo à equipa do Casino que começou a atacar com mais frequência obrigando o Mind Source a dar mais atenção à defesa. Jogada rápida ao primeiro toque deixa o Casino Lisboa em situação de 1 para 1 com o guarda-redes e estes voltam a marcar. A 5 minutos do intervalo, a Mind Source reduz a desvantagem de golos, num excelente livre, Carlos Neves consegue colocar a bola no canto inferior.
O Casino Lisboa entra no segundo tempo com a mesma força que apresentou no primeiro, boa troca de bola e facilidade em chegar com a bola até à área adversária. O Mind Source viu os seus golos surgirem todos da mesma forma, livre à entrada da área, José Rocha consegue colocar a bola pelo lado da barreira e faz o segundo golo da equipa. Igualmente de livre, Hugo Gonçalves fez um excelente remate da linha do meio campo colocando a bola rente à barra e assinalando o melhor golo da partida. O Casino não teve falta de oportunidades de golo e conseguiu ser eficaz por várias vezes, conseguindo contornar a defesa e finalizando com maestria. Rúben Faria fez hat-trick e consagrou-se como melhor marcador no jogo.
Casino Lisboa soma os 3 pontos e ocupa o 2º lugar na tabela classificativa.

 

 

Gelpeixe 3 – 5 Salt Services SA

Salt Services consegue os 3 pontos

Partida que opunha duas equipas que procuravam a primeira vitória da época.
O início da partida trouxe duas equipas bastante cautelosas, sem arriscar muito e a procurar ter bola para tomar as rédeas do encontro. As duas equipas dispunham de boas oportunidades, mas os guarda-redes dos dois lados iam mantendo o nulo. Aos 16 minutos André Lopes abre o marcador, mas apenas 2 minutos depois Pape Diouf com uma grande arrancada e um remate forte estabelece a igualdade. Antes do descanso, Pape Diouf bisou na partida e levou a Salt Services com vantagem para o intervalo.
A 2ª parte manteve o equilíbrio a meio-campo, num jogo onde as equipas lutavam por cada centímetro do campo. Aos 35 minutos David Francisco fez o 2-1 e aos 43, grande arrancada de Alione e aparecia a cambalhota no marcador 3-2. Quando se esperava que a reviravolta, ia desanimar a equipa da Salt Services, eis que surge uma resposta à altura. Ivan Sousa (44’), Tresor Mahamba (47’) e o capitão Leandro Pereira (49’), conseguem colocar o resultado em 5-3 e dar os primeiros 3 pontos à Salt Services.
Um jogo com incerteza até ao apito final, onde brilharam Pape Diouf (Salt Services) e André Lopes (Gelpeixe).

Leave a Reply