FUTEBOL 7 ALVALADE – 2ª JORNADA

Foi dia de 2ª Jornada da Liga Empresarial, com a perspectiva de mais uma grande noite de Futebol no Complexo Desportivo São João de Brito. A vontade de continuar o bom momento, de obter a vitória, estreias na época e acima de tudo jogar e usufruir junto dos colegas de profissão foram ingredientes de sucesso para uma jornada, com muitos e bons golos.

Santos VP viria a obter a sua primeira vitória na época ao vencer os estreantes da equipa do Mind Source. Com João Pitéu a deixar perfume no relvado. Mais tarde, seria a vez de Casino Lisboa e Germano Sousa, esta a isolar-se no topo, a vencerem os seus jogos contra o Gelpeixe e o Companeo, respetivamente.

Com esta conjugação de resultados, Germano Sousa lidera, à condição.

 

Flash Interview: Fábio Monteiro (Casino Lisboa) – https://www.facebook.com/ligaempresarial/videos/434373170405609/

Equipa da Semana: Germano Sousa

A equipa do Germano Sousa merece o destaque desta semana, não só por ser líder, mas também pelo futebol que nos mostrou nestas duas semanas. Uma equipa muito personalizada, com muito futebol ofensivo e sempre a utilizar o coletivo como forma de fazer sobressair a sua qualidade individual. Carlos Marques é o dono da defesa, sempre a comandar a equipa desde trás e a deixar os criativos Tiago Almeida e David Cosmelli fazerem o que mais gostam. Estes dois médios de ligação, chegam muito facilmente a zonas de finalização e conseguem finalizar com muito sucesso. Mauro Santos com a sua velocidade também é um jogador que causa muitas dificuldades à defesa contrária. A manterem o atual momento de forma, a Germano Sousa promete ser um verdadeiro candidato ao título.

Jogador da semana: João Pitéu (C. Santos VP)

Com dois golos de belo efeito, foi o grande destaque da semana, não só pelo que jogou, mas principalmente pelo que fez jogar. Um médio de ligação, que joga de cabeça levantada e que espalhou muito perfume sobre o relvado nesta jornada. A qualidade de passe, e inteligência posicional, fazem de João Pitéu um médio de encher as medidas na Liga Empresarial de Alvalade.

7 da Semana:

GR – Luis Alves (Casino Lisboa)

Defesa – Carlos Marques (Germano Sousa)

Médio – João Pitéu (C Santos VP)

Médio – Marc dos Santos (Companeo)

Médio – Alione (Gelpeixe)

Avançado – Tiago Almeida (Germano Sousa)

Avançado – Fábio Monteiro (Casino Lisboa)

Crónicas:

Mind Source 1-5 C. Santos VP

CAPACIDADE FINALIZADORA DÁ A VITÓRIA

Um jogo que começou com as equipas a jogar de forma cautelosa, dando prioridade em manter as linhas defensivas bastante juntas e conseguirem ter bola de forma controlada, sem causar grandes desequilíbrios.

A equipa do Mind Source optava por deixar sempre dois homens cá atrás, enquanto o C. Santos VP procurava reforçar a linha média com a presença de três médios, deixando na frente Palmerio Costa que ia lutando muito entre os centrais do Mind Soure. João Pitéu abriu o marcador com um golo belo efeito. O golo fez com que as equipas abrissem as suas linhas e começassem a jogar um futebol mais rápido e fluído. A equipa da Mind Source subiu as suas linhas e ia tendo mais bola, mas a equipa do C. Santos VP com um bloco mais baixo saindo em contra-ataque com muito perigo.Antes do intervalo, e com algumas oportunidades criadas pelas duas equipas, ainda surgiriam dois golos para o C. Santos VP, com um grande golo de Nuno Gomes num remate cruzado, e de livre de João Pitéu que bisava.

Na segunda-parte a equipa do Mind Source aproveitando a criatividade e qualidade de passe do seu número 10, José Rocha ia mantendo a posse e aproximando-se com perigo, querendo reentrar nas contas do jogo. No entanto, ao minuto 32, Pedro Pires de grande penalidade acaba por fazer o 4-0. O Mind Source, apesar da diferença no marcador ia tentando ter bola e mantinha a sua filosofia de futebol apoiado, e foi depois de uma grande jogada finalizada por Carlos Pires, a embater no poste, que surgiu uma grande penalidade convertida por José Rocha que reduzia para o Mind Source. O C. Santos VP ainda viria a fixar o resultado final em 5-1, alcançando a primeira vitória da época. Enquanto do outro lado a equipa do Mind Source, apesar do resultado, nunca baixou os braços e manteve-se sempre fiel a uma filosofia que pode trazer bons resultados num futuro próximo.

Destaque para João Pitéu que jogou e fez jogar a equipa do C. Santos VP e para José Rocha que foi o principal dinamizador da equipa do Mind Source.

 

Gelpeixe 2-10 Casino Lisboa

CASINO PÕE AS FICHAS TODAS EM FÁBIO MONTEIRO

O Casino entrou a todo o gás e inspirado pela veia goleadora do seu avançado Fábio Monteiro, aos 10 minutos, já levava uma vantagem de 3 golos, dois deles de penalty. A noite prometia para o avançado que marcara logo 3 golos a abrir. O Casino Lisboa ia gerindo o jogo, e a colocar em prática o chamado ‘’rolo compressor’’, velocidade nas transições e muitos homens a aparecerem em zonas de finalização iam sempre criando muito perigo junto da baliza do Gelpeixe, que a espaços tentava sair com algum perigo, aproveitando a velocidade do seu número 2 Alione Carvalho que ia sendo um perigo à solta. Antes do intervalo a equipa do Casino ainda chegaria ao 5-0, levando uma vantagem confortável para a pausa.

Na segunda-parte, os homens do Gelpeixe não baixaram os braços e vinham dispostos em vender cara a derrota, o balanceamento ofensivo da equipa, trouxe resultados e o inevitável Alione Carvalho reduziu a contagem. Apesar desta boa amostra do adversário, o Casino Lisboa continuou a exercer uma pressão forte e já depois de um belo golo de cabeça de Ricardo Santos, após uma assistência fantástica de Fábio Monteiro, este viria ainda a fazer mais um tento completando o póker. Ricardo Santos estava inspirado e acabaria por fazer mais um golo de cabeça. Luís Almeida do Gelpeixe reduziria à boca da baliza por Luís Almeida, mas mais dois golos do Casino acabariam por colocar o resultado final em 10-2.

Fábio Monteiro, com um poker e intervenção direta em mais 2 golos foi o grande destaque do jogo e da equipa do Casino, do lado contrário Alione Carvalho mostrou sempre muita disponibilidade e um poder de explosão que lhe permitiu ser o jogador de destaque da equipa do Gelpeixe.

Companeo 2-9 Germano Sousa

GERMANO LANÇA CANDIDATURA

A equipa do Germano Sousa entrou a todo o gás, colocando um ritmo alto no seu jogo desde cedo.

Nelson Pinto precisou apenas de 3 minutos para colocar a equipa do Germano Sousa em vantagem. A equipa do Companeo jogava num bloco baixo, sendo que a pressão alta muito bem exercida pela equipa da Germano Sousa, fazia com que a equipa do Companeo tentasse jogar um futebol mais direto, procurando espaços nas costas da defesa contrária. O Germano ia jogando com estilo de passe curto, mas ao mesmo tempo muito vertical nas suas acções, criando sempre muito perigo junto da baliza do Companeo. Tiago Almeida e David Cosmelli, iam sendo os principais dinamizadores da Germano de Sousa e ainda antes do intervalo, o hattrick de Tiago Almeida, o golo de David Cosmelli, e do nº7 Mauro Santos, levariam o resultado para o descanso em 7-0.

Na 2ª parte, A equipa do Companeo através de passes de rotura a 30 metros do seu capitão Marc dos Santos ia conseguindo libertar-se da pressão da Germano Sousa, no entanto dois golos a abrir por parte da Germano colocariam o resultado em 9-0. Nos últimos 20 minutos assistiu-se ao melhor período do Companeo, a conseguir ter bola, a sair com algum perigo e a reduzir para 9-2 com os golos de Ahmed Bessioud e Marc dos Santos, antes do apito final ficam dois momentos de grande registo, para o lado do Companeo, um grande passe de Marc dos Santos para Pedro Henrique e este a proporcionar uma grande defesa ao guarda-redes da Germano, que por sua vez após uma grande jogada coletiva ainda vinha a enviar uma bola ao ferro com um remate de Mauro Santos.

Destaque da partida para Tiago Almeida e para o seu hattrick, do lado da Germano Sousa. Do lado oposto, Marc Santos, com a sua qualidade de passe e o seu golo, foram o sinal mais da equipa do Companeo.

Leave a Reply