FUTEBOL 7 ALFRAGIDE – 6ª JORNADA

Realizou-se a 6ª jornada da Liga de Futebol 7 de Alfragide. Uma jornada que teve como grande nota de destaque, o equilíbrio. 3 jogos disputados até ao final e cheios de emoção.

No 1º jogo, Clikeyes jogaram contra o Queijos Santiago. Duas equipas na parte de baixo da tabela sabiam que tinham uma grande oportunidade para pontuar. Clikeyes venceu com Ilias Louft e Othamen Boulhal em grande destaque, conseguindo assim a 2ª vitória da época. Casa da Moeda teve uma vitória muito importante, num jogo com 2 reviravoltas no marcador, mantêm-se no grupo da perseguição. Por Fim, TBSS e OLX disputaram um jogo que apenas foi resolvido nos descontos. Com o jogo a pender para os 2 lados, TBSS mantem a liderança com um golo no culminar da partida.

Destaque na classificação com 4 equipas com 7 pontos, a trazer uma grande emoção na luta pelo 3º lugar.

 

Equipa da Semana: Clikeyes

Os “Franceses” como são conhecidos na Liga Empresarial, são uma equipa muito acarinhada e tiveram uma grande vitória. Jogam num 3-3, jogaram com Flo Cham que é um Guarda-Redes seguro. Na defesa, Julien “Centralão” destaca-se pelo seu porto físico e pela sua capacidade de construção em passe longo. Julien e Arthur trazem muita força e muita altura ao nível defensivo, enquanto que, Christophe joga mais à esquerda, joga pela certa, sabe fechar espaços, e aparece bem na frente. Na frente Othmane muito móvel, procura os flancos e bom tecnicamente. Juntamente com Ilias, ambos fazem uma dupla terrível para os adversários. E não se pense que apenas servem para atacar, apesar da suas capacidades técnicas impressionantes, são rápidos e pressionam muito as defesas adversárias. Mesmo estando em 6º classificados, são o 3º melhor ataque com 4,5 golos por jogo. Se tivermos em conta que jogaram sem Omar Ben e Edouard, percebesse que esta equipa ainda pode subir muito na tabela.

 

Jogador da Semana: Telmo Pereira (INCM)

Telmo Pereira é o jogador em maior destaque nesta equipa da Casa da Moeda. Perante um adversário muito difícil, Telmo Pereira evidenciou-se pela sua mobilidade e capacidade técnica. Um jogador que tanto consegue jogar acompanhado como sozinho, pode resolver uma partida simplesmente pela sua capacidade de encontrar espaços, de ultrapassar adversários e claro, pela sua capacidade de finalização. Telmo Pereira é já um nome conhecido na competição e esta época conta já com:5 jogos, 9 golos, 4 prémios de MVP e encontra-se 4º lugar na lista de melhores marcadores.

 

7 da Semana:

GR: Pedro Mendes (NetJets)

DF: Diogo Pinto (NetJets)

DF: Nuno Batista (INCM)

DF: André Silva (Queijos Santiago)

MD: João Duarte (OLX)

MD: Diogo Menezes (TBSS)

AV: Bruno Veloso (Queijos Santiago)

 

Crónicas

Queijos Santiago 3-6 Clikeyes

PRESSÃO ALTA QUE DEU GOLOS

Jogo entre duas equipas na parte de baixo da tabela, tinham nesta partida uma grande oportunidade para voltarem a pontuar.

Clikeyes apresentou-se num sistema de 3-3, com os 3 homens na frente eram muito móveis com Ilias e Othmane a fazer várias trocas de posição. Na 1ª fase de construção do Queijos Santiago que também se apresentou com 3 homens atrás na construção de jogo, eram prontamente pressionados pelo adversários. Queijos Santiago começou com um jogo mais de posse, em 3-3 com 2 laterais a fazer a ala toda e os 2 extremos que tanto invertiam para meio como apareciam na ala. Quando conseguiam chegar à frente em posse, os laterais subiam criando diversas situações de superioridade numérica. Clikeyes, optava por um jogo de pressão ao adversário e velocidade quando tinha bola. A sua pressão na 1ª fase de construção começava a dar frutos, com recuperações no meio-campo ofensivo. O sistema do Queijos Santiago dava muito espaço para o avançado centro receber na entrada da área. Tomás Pereira e Bruno Veloso foram sempre referencias na frente, beneficiando do espaço no corredor central criado pelos seus colegas. Porém, este espaço também foi aproveitado pelo Clikeyes, que desta forma que o Clikeyes chegou ao 2-0. Clikeyes baixou então as linhas ligeiramente e os golos davam confiança. Queijos Santiago já não faziam um jogo tanto de posse e apenas chegavam à frente através de jogadas em velocidade. Porém seria de remate de Patrick e numa boa jogada de Bruno Veloso a receber e a oferecer de frente para o colega rematar, que a equipa fazia perigo. Já merecia o golo mas antes do Intervalo, numa diagonal da esquerda para dentro, Ilias voltaria a colocar em arco para dentro da baliza.

Queijos Santiago entrou novamente em posse na procura de dar a volta ao resultado, mas 2 golos cedo do Clikeyes tirava toda a expectativa para o golo. Ainda assim Queijos Santiago nunca desistiu. Ruben Reis fez uma bela arrancada pela direita, assistindo para a zona de penalti com Jony Jacinto a enviar à trave. Queijos Santiago ganhava confiança e subia a sua linha defensiva quando atacava, pressionava o adversário mas o golo tardava em aparecer. Clikeyes deixava Othmane na frente isolado na frente na tentativa de contra-taques. Numa jogada de contra-ataque Queijos Santiago fazia o 6-2 e jogava como se nao houvesse nada a perder. Após nova bola á barra Bruno Veloso voltava a reduzir, trazendo alguma dúvida nos minutos finais no que ao resultado diz respeito, porém a manter-se o resultado na partida.

Vitória da Clikeyes que desta forma apanha o comboio dos 3ºs classificados.

 

NetJets 2-5 INCM

REVIRAVOLTAS EM JOGO EMOCIONANTE

Jogo entre duas equipas históricas da liga empresarial, duas equipas que já se conheciam bem.

Jogo começou praticamente com um golo de canto da Casa da Moeda, Nuno Alberto de cabeça no meio da zona adversária a encostar. NetJets respondeu de seguida, chegando à baliza adversária principalmente através de remates de meia distancia, com João Gomes e Diogo Pinto a colocarem Bué à prova. 2 equipas que se apresentaram em 2-3-1 e defendiam alguns metros à frente da sua área, o que fazia com que o jogo fosse muito disputado a meio-campo havendo necessidade de aumentar a capacidade de decisão com bola. Sempre que havia um metro para jogar, havia perigo e Casa da Moeda enviaria mesmo uma bola ao poste. Vasco Silveira vinha muitas vezes ao meio-campo, mas faltando homens na frente, João Lopes, treinador da NetJets, percebendo que a equipa estava a ganhar confiança fez alterações. Colocou aos 15 minutos, a equipa a jogar num 1-3-2, dando confiança para a equipa subir, pressionar alto e ter 2 homens bem na frente, João Gomes e Reinold Vrielink. Seriam estes 2 que dariam a volta ao marcador. Reinold a 1ª vez que tocou na bola, rematou do meio-campo e empatou a partida. João Gomes roubaria uma bola a completava a reviravolta na partida. Jogo tornou-se mais eletrizante com as 2 equipas a terem oportunidade para marcar. Na casa da moeda, Telmo Pereira mais móvel e mais técnico era bem complementado por Bruno António mais fisico, a aparecer várias vezes na área.

Treinador da Casa da Moeda entrou na 2ª parte a pedir mais posse de bola, enquanto que, a NetJets procurou baixar as linhas. Netejets a jogar num 3-1-2, o triangulo da frente fechava muito bem o corredor central, nao permitindo o médio centro da Casa da Moeda receber. Dando iniciativa aos centrais adversários para organizar e sempre que os alas recebiam a bola, a NetJets pressionava muito mais. Quando a NetJets atacava, João Gomes vinha muitas vezes ao meio-campo receber criando problemas na definição das marcações adversárias. Casa da Moeda alterou a forma de jogar, Bruno Antônio veria para a defesa e seria João Santos pela esquerda, o jogador que através de fintas e velocidade mais tentava desequilibrar. INCM começava a crescer na partida e Telmo Pereira era um constante problema na frente porém também fez Pedro Mendes brilhar na baliza adversária. Jogo abriu-se, golo era natural que viesse aparecer, e Pedro Marques encontrando uma bola perdida, rematou para o fundo das redes empatando a partida. A reviravolta viria pouco depois com a INCM a conseguir o 3-2. O momento da noite seria de seguida, Pedro Mendes faria a defesa da noite, aplaudida inclusive pelos seus adversários. Casa da Moeda, chegou mesmo aos 4-2 e nos últimos 5 minutos baixou o ritmo e procurava a posse de bola para se ir mantendo equilibrado.

Boa vitória para a INCM que junta-se assim ao grupo dos 3ºs classificados.

 

TBSS 3-2 OLX

EMANUEL SAAD RESOLVE NOS DESCONTOS

TBSS entrava na partida sabendo que se vencesse aumentaria a vantagem para 3 pontos para o seu adversário directo, enquanto que, o OLX tinha o primeiro de 2 jogos contra os líderes.

OLX começou por cima da partida a controlar o jogo e com mais homens na frente mas seria a TBSS a ter a primeira grande oportunidade num grande contra-ataque onde o capitão adversário, Ricardo Santos aparecia isolado perante a baliza adversária inaugurava o marcador. OLX começou por defender com 5 homens entre a área e o meio-campo defensivo e só quando chegava a bola ao seu meio-campo é que pressionava o seu adversário. TBSS a defender, jogava num 2-4-0 e quando a bola entrava na ala, faziam uma zona de pressão com 1 dos homens do meio a fechar a linha de passe em cobertura. Esta forma de defender era essencialmente a partir da linha do meio-campo para terem espaço para os seus contra-ataques. OLX voltava a estar por cima do jogo, com destaque para João Duarte, medio-campista que aparecia na esquerda, virava para a direita, aparecia para fazer 2 contra 1 na ala, e a sua capacidade de remate era um constante perigo para a equipa adversária. Seria mesmo ele que num remate pela direita acabaria por chegar ao empate na partida.

Na 2ª parte, TBSS mudava para um 4-2-0 a defender. Os 2 da frente não permitiam que a bola fosse jogada no corredor central, fechando desta forma o João Duarte, jogador mais influente da equipa do OLX. OLX percebendo que tinha espaço, começava a atacar com mais profundidade. Jogando num 2-1-3 mantendo sempre 2 homens atrás, equilibrado, não permitia contra-ataques. Os 3 da frente já se posicionavam na área adversária. TBSS parecia as equipas do Mourinho, apesar de estar muito tempo a defender, percebia-se que estavam seguros e confinantes. OLX ia ganhando confiança e passou a pressionar constantemente o adversário na área adversária. Jogo ganhava animo, e o momento da partida foi Diogo Menezes tem oportunidade de marcar mesmo em frente à baliza e no contra-ataque, OLX aparece isolado, permitindo uma boa mancha do guarda-redes David Pereira. Numa fase em que o OLX até estava por cima, TBSS de canto faria o 2-1. Golo trazia confiança à equipa da Thales, e sempre que recuperavam a bola, aceleravam o jogo. Diogo Menezes estava muito soltinho nesta fase do jogo a pressionar e a chegar rápido na área adversária, bem ajudado por João Brito. Os Guarda-Redes passaram a ter uma grande importância, Afonso Cunha, isolaria Daniel Gomes que só teve de encostar para o 2-2 a 5 minutos do fim. OLX teve mesmo 3 grandes oportunidades 1 de remate e 2 de contra-ataque, onde apareceriam isolados, porém, novamente David Pereira manteve o empate na partida. E no último minuto, TBSS fez um contra-ataque pela esquerda, onde Diogo Menezes assistiu Emanuel Saad que fez o 3-2 final.

Com esta vitória, TBSS mantem-se na liderança da competição.

Leave a Reply