16-11-2017 20:00

Time line

50'

Estatísticas do Jogador

Hora Evento QTD
7' 1 Luis Ocaña
46' 1 Luis Ocaña
1 Hugo Oliveira

No primeiro encontro da jornada Mapfre ainda à procura dos primeiros pontos encontrava-se com a INCM, que se encontrava melhor classificado na tabela.

A INCM apresentava a sua equipa mais forte, enquanto a Mapfre, com algumas dificuldades em escalar o 7 inicial, apresentou-se com uma equipa com muita gente nova. O favoritismo, também por isso, pendia para a INCM. Ainda assim, e contra a corrente do jogo o primeiro golo surgiria para a Mapfre, aos 7 min, após pontapé longo de Hugo Oliveira, Luís Ocaña antecipou-se de cabeça e desviou para o primeiro golo da partida. A INCM com naturalidade viria empatar pouco depois, Telmo Pereira, também de cabeça, respondendo da melhor forma a um cruzamento vindo da esquerda. A INCM controlava a partida, o domínio era intenso e a Mapfre não conseguia sair em ataque organizado. Após recuperação de bola em zona ofensiva a INCM confirmava a reviravolta no marcador, novamente por Telmo Pereira. Aos 15 min, Paulo Vieira dobrava a vantagem no placard com um grande golo, remate portentoso que ainda embate na trave antes de entrar. A Mapfre não conseguia reagir e a primeira parte era toda da INCM.

Na segunda parte as coisas mudaram, a INCM baixou o ritmo e a Mapfre tornou-se mais perigosa, ainda assim sempre à base do jogo direto. O primeiro lance de perigo seria mesmo de Luís Ocaña, o remate esbarraria no poste. Luís Ocaña mostrava-se muito perdulário e a vantagem da INCM mantinha-se. De um lado a Mapfe mostrava-se desinspirada, do outro Hugo Oliveira mostrava-se inspiradíssimo, mantendo a sua equipa no jogo com defesas dignas de um grande guardião. Pouco depois, era Mário Fernandes a ter o azar a bater-lhe à porta, com uma grande jogada individual a bola embate no poste e não entra por milagre, a INCM sobrevivia mais uma vez. Do outro lado, Haiti Barros nem acreditava como Hugo Oliveira lhe negava um golo cantando, mais uma grande defesa. A Mapfre viria a ser recompensada com um golo nos últimos minutos da partida. Luís Ocaña na transformação de uma grande penalidade encurtava distâncias. Até final, a INCM aumentou a sua intensidade e não permitiu mais oportunidades de golo ao adversário.

Com duas partes muito distintas, o vencedor acaba por se ajustar. Com um primeiro tempo muito forte a INCM criou uma vantagem que se limitou a gerir no segundo tempo. A Mapfre ficou a um golo de castigar o baixar de ritmo adversário com a perda de pontos.

comentários

A Liga Empresarial

A Liga Empresarial é a maior competição desportiva entre empresas em Portugal. Disputa-se em várias cidades do País -  Porto, Lisboa, Oeiras e Castelo Branco - e em várias modalidades, das quais se destacam o Futebol 7 e o Futsal.

LE Facebook

©2018 Liga Empresarial. All Rights Reserved.

Search