Timeline

 
50'

Estatísticas do Jogador

Hora Evento QTD
30' 1 Ethan Goes

Noite estreia para a IFAPT e logo a defrontar a Alfabase, equipa com o ataque mais eficaz da prova. Com 23 tentos certeiros e até a esta ronda, em terceiro lugar na classificação, previam-se assim enormes dificuldades para a jovem equipa.  Além disto, também se encontrava privada do seu guarda-redes habitual e por isso teve de adaptar um jogador de campo à baliza.

A noite estava muito complicada, com a meteorologia a não ajudar, fazia-se sentir um enorme vento, desde logo a condicionar o desempenho das duas equipas. A Alfabase entrou a mandar no jogo e logo aos dois minutos, grande oportunidade com bola no ferro. Continuava a carregar a Alfabase e aos sete minutos, a defesa da IFAPT apertada alivia para canto. Na sequência da bola parada do lado direito, Egídio Barbosa ao segundo poste, a cabecear e a inaugurar o marcador. A IFAPT continuava a cometer erros defensivos, mau atraso, com Egídio a recuperar a bola em processo ofensivo, a rematar ao poste. Quase a terminar a primeira parte, jogada individual de Hugo Oliveira, a desembaraçar-se vários adversários e em zona central a rematar rasteiro e colocado, a fazer o 2-0, resultado ao intervalo. Domínio total da Alfabase na primeira metade do jogo, com diversos remates à baliza e Rutvik chamado diversas vezes a defender a baliza da IFAPT.    

Reatar do encontro e a IFAPT reorganizou-se um pouco, ia dividindo o jogo, ao minuto 30, Ethan, tentou a sua sorte ao rematar de longe, com a bola a sofrer uma trajetória pouco habitual – devido ao vento – e por isso a enganar João Évora. Vantagem mínima que durou pouco, dois minutos volvidos, perda de bola muito consentida por parta da IFAPT, já em processo ofensivo, a Alfabase a aproveitar, e no contra-ataque após alguma confusão na grande-área, a bola a sobrar para Vítor Lopes, que só teve de encostar para o fundo da baliza. Ao minuto 37, alteração na baliza da IFAPT, Elvis passa a guarda-redes, Rutvik passa o testemunho e começa a atuar no eixo defensivo, ainda assim já o jogo estava muito inclinado para a Alfabase, que a 10 minutos do fim, acabou por sentenciar a partida, mais um jogada de contra-ataque, passe longo para Milton Borges - descaído sobre a esquerda - o defesa “esqueceu-se” de recuperar e à saída do guarda-redes a rematar para o fundo da baliza. A IFAPT ainda dispôs de uma grande oportunidade, com Ethan a surgir isolado a minuto 46, mas na “cara” do guarda-redes a permitir a defesa de João Évora.

Fim do jogo, vitória incontestável da Alfabase, que dominou quase o jogo todo e assim, de volta ao segundo lugar com 12 pontos, embora com mais um jogo que a EPAL. A IFAPT ainda muito ingénua, falhou em pequenos detalhes defensivos e por isso pagou a fatura. As ausências de Jasper, Ronaque e o guarda-redes habitual também pesaram no desequilíbrio da partida. Destaques na partida, para as boas exibições de Egídio Barbosa e Milton Borges na Alfabase e do lado da IFAPT, Akrham foi o jogador mais.

comentários

A Liga Empresarial

A Liga Empresarial é a maior competição desportiva entre empresas em Portugal. Disputa-se em várias cidades do País -  Porto, Lisboa, Oeiras e Castelo Branco - e em várias modalidades, das quais se destacam o Futebol 7 e o Futsal.

LE Facebook

©2018 Liga Empresarial. All Rights Reserved.

Search