Timeline

 
40'

Estatísticas do Jogador

O primeiro jogo da noite ficou marcado pela primeira vitória da Cerner, um conjunto que tem evoluído muito, e já se adivinhava que os 3 pontos chegariam mais cedo ou mais tarde. O desafio ficou também marcado pelo regresso de dois craques após lesão, Paulo Borja por parte da Brisa e Leandro Silva na Cerner. O Clube Brisa apresentava-se como favorita e Pedro Tomás, como um tiro, esteve perto de inaugurar o placar, mas Diogo Costa cedo mostrou que estava numa grande tarde. A resposta foi a melhor possível. Leandro Silva em contra-ataque, não desperdiçou e meteu a Cerner em vantagem. Foi o melhor período dos “blue”, que à passagem do minuto 31 dobraram a vantagem, com Diogo Sousa a fazer uma recuperação ofensiva e só a parar quando a bola encontrou as redes adversárias. Ao cair o pano do 1º período a situação repete-se, mas desta feita Diogo não conseguiu finalizar.

O 2º tempo abre com ascendente da Brisa, que imprimiu mais velocidade no jogo, mas pela frente encontrou uma defesa sólida que saiu muito bem em contra-ataque. Esta receita deu resultado para a Cerner que aos 25 minutos dilatou a vantagem, precisamente em contra-ataque, e novamente por Leandro Silva. A Brisa intensificou, mas quem voltou a marcar foi a Cerner por Diogo Sousa, a passe de João Pascoal. O 4-0 parecia impossível recuperar à entrada para os últimos 10 minutos, pois a bola parecia simplesmente não querer entrar. Mas a Brisa não baixou os braços e esteve muito perto do empate. Pedro Borja assinalou o seu regresso com golos aos 35 e 37 minutos, e no minuto seguinte Miguel Vale fez o 3-4. A Brisa teve 2 minutos ao cronómetro para chegar ao empate, mas a noite era azul, que defendeu a vantagem com “unhas e dentes” até ao final, somando a sua 1ª vitória.

Prémio justo da Cerner que já poderia ter alcançado este resultado noutras partidas. Há mais mérito deste conjunto do que demérito da Brisa. Destaque para os goleadores Diogo Sousa e Leandro Sousa. O gr Diogo Costa acabou por ser figura central, pois foi fundamental em momentos decisivos do jogo. Do lado da Brisa, Pedro Tomás foi o mais inconformado.

comentários

A Liga Empresarial

A Liga Empresarial é a maior competição desportiva entre empresas em Portugal. Disputa-se em várias cidades do País -  Porto, Lisboa, Oeiras e Castelo Branco - e em várias modalidades, das quais se destacam o Futebol 7 e o Futsal.

LE Facebook

©2018 Liga Empresarial. All Rights Reserved.

Search