08-01-2018 23:00

Timeline

 
50'

No último encontro da noite fria de Alfragide, dois velhos amigos disputavam uma vaga na 2ª Ronda da Taça Lisboa/Oeiras. Após uma vitória para cada lado, Vesauto e RTP, iam tirar o tira-teimas final.

Logo no primeiro minuto, Nuno Augusto após se libertar da pressão adversária, lança Renato Pires pela linha, este corre em direção à baliza, e à saída de Nuno Silva coloca a bola junto ao poste, fazendo o primeiro golo da partida. Pouco depois, o momento que marcaria a partida, Daniel Filipe e Nuno Pereira envolvem-se numa luta de palavras e acabam expulsos pelo árbitro, as duas equipas passam a jogar com menos um elemento até ao final da partida. Com mais espaço para jogar as equipas teriam que redefinir estratégias. Após vários minutos de alguns ajustes, as equipas começaram a criar perigo. Os golos viriam já no fim do primeiro tempo, primeiro, num grande lançamento de Luís Dias, David dribla Nuno Silva e coloca a Vesauto a vencer por duas bolas sem resposta. No minuto seguinte, a RTP iria ripostar no melhor golo do encontro, Alex Martins de trivela, fazia sobrevoar a bola sobre Tiago Vitorino e dava de novo esperança à RTP. Mas num rude golpe, Lúcio Rodrigues responde de imediato, e num lance à Robben, puxa a bola da direita para o meio e remata em arco ao segundo poste sem hipóteses para Nuno Silva. Pedro Andrade, no pontapé de saída ainda fez a bola embater com estrondo na trave, mas o resultado manter-se-ia inalterado até ao fim do primeiro tempo.

Caso quisesse recuperar no marcador a RTP teria que entrar forte no segundo tempo e não permitir que a Vesauto pensasse o seu jogo, mas logo no terceiro minuto do segundo tempo, a Vesauto marcaria de novo, num lance muito confuso, com Nuno Silva, Pedro Silveira e Lúcio Rodrigues na “molhada”, parece ser o último a empurrar a bola para o fundo da baliza. A Vesauto vencia por uma larga margem e tinha tudo a seu favor. A vencer e com mais espaço, os seus jogadores, mais rápidos e fortes tecnicamente iam controlando a partida, a RTP equilibrava a partida a espaços devido à raça e pura vontade dos seus atletas. Tiago Vitorino e Nuno Silva dividiam por esta altura o protagonismo com algumas defesas seguras e outras espetaculares. Com o passar dos minutos, e a busca incessante pelo golo por parte da RTP, o jogo partiu-se. Bola cá, bola lá e novo golo da Vesauto. Pedro Marcos isolado por Renato Pires, faz o mais fácil e finaliza com classe. Com apenas 10 min no relógio, a RTP a perder por 4 golos poderia ter desistido do encontro, mas como é apanágio desta equipa, não se renderam. E foram a tempo de assustar. Fernando Ferreira, oportuno e Alex Martins numa penetração eficaz lançaram o alerta na Vesauto, mas para satisfação do conjunto amarelo o tempo chegava ao fim antes que a RTP pudesse criar mais danos.

Num jogo disputado em circunstâncias diferentes do habitual, a Vesauto sobre aproveitar o espaço a mais para contrariar a solidez defensiva adversária. Pelo estilo de jogo, a RTP saiu mais penalizada pela dupla expulsão, mas mesmo assim mostrou que o jogo se joga até ao último suspiro.

comentários

A Liga Empresarial

A Liga Empresarial é a maior competição desportiva entre empresas em Portugal. Disputa-se em várias cidades do País -  Porto, Lisboa, Oeiras e Castelo Branco - e em várias modalidades, das quais se destacam o Futebol 7 e o Futsal.

LE Facebook

©2018 Liga Empresarial. All Rights Reserved.

Search