08-03-2018 22:00

Timeline

 
50'

Estatísticas do Jogador

Hugo Jacob 3'    
Hugo Jacob 6'    
    7' Miguel Abibe
João Bartolomeu 8'    
Robilson Baldé 12'    
Robilson Baldé 14'    
Pedro Januário 19'    
    22' Paulo Alves
    32' Pedro Bettencourt
    36' Miguel Abibe
    41' Ângelo Silva
    44' Ângelo Silva
    46' Miguel Abibe
Hugo Jacob 49'    
    50' Miguel Abibe
    50' Miguel Abibe
    50' António Fortes

AXA e Vodafone protagonizavam o jogo grande da ronda, duas equipas com uma série invencível de fazer inveja a qualquer um. Ainda assim, o grande favoritismo pendia para a Vodafone.

A Vodafone pareceu entrar em campo em “pezinhos de lã” e em apenas 6 min de encontro já perdia por 2-0. Dois golos em muito iguais, mesmo marcador, mesmo tipo de remate e a entrar no mesmo local. Hugo Jacob dava vantagem inicial à AXA. A Vodafone pareceu querer acordar, e graças a uma recuperação de Miguel Abibe consegue reduzir o marcador pelo mesmo jogador. A Vodafone parecia agora querer engrenar o seu futebol, mas no minuto seguinte, João Bartolomeu, com muita sorte à mistura, colocava o resultado em 3-1. A Vodafone não estava segura de si, e dava muito espaço aos contra-ataques adversários. Dessa forma, surgiram o quarto e o quinto golos da AXA e de Robilson Baldé, dois lances com fino recorte técnico. Antes do intervalo, Pedro Januário aumentava a surpresa para números inimagináveis no começo do jogo.

A Vodafone do primeiro tempo não parecia a mesma do resto do campeonato, mas esta iria aparecer no segundo tempo. Com Ângelo Silva, António Fortes e Paulo Ferreira em evidência a Vodafone conseguiu empurrar a AXA para trás, colocando uma enorme pressão na saída de bola adversária. Pedro Bettencourt, após assistência de Ângelo Silva, ainda que muito apagado, fazia o que melhor sabe e reduzia a partida aos 32’, pouco depois aos 36’ Miguel Abibe, à meia volta, depois de uma grande assistência de Paulo Alves colocava o encontro em 6-3. A AXA tentava reagir, mas era maniatada pelo adversário que queria reentrar no resultado. António Fortes era o elemento destabilizador, usando o seu corpo para empurrar a linha defensiva da AXA para trás ia deixando espaço para os seus colegas atingirem a baliza. A 10 min do fim, Angelo Silva numa jogada individual reduz para 6-4, e a 4’ min do fim, Miguel Habibe completava o hat-trik e dava indicio que a reviravolta podia estar para breve. Mas a AXA soube atingir no momento certo, após um livre à entrada de área consegue chegar ao 7º. Paulo Alves ainda consegue tirar em cima da linha o primeiro remate, mas Hugo Jacob oportuno coloca a bola nas redes. Ainda antes do final, Miguel Abibe imprudente, mancha o seu grande jogo com uma entrada mais dura e recebe ordem de expulsão. O jogo acabaria pouco depois.

Um dos melhores encontros do campeonato até ao momento. Com duas partes bem distintas, com os domínios a penderem para lados opostos em cada uma. A vantagem do primeiro tempo mostrou-se importantíssima para a AXA que soube, mesmo passando por alguns sustos, mantê-la e confirmar o grande momento na época contra a melhor equipa do campeonato até ao momento.

comentários

A Liga Empresarial

A Liga Empresarial é a maior competição desportiva entre empresas em Portugal. Disputa-se em várias cidades do País -  Porto, Lisboa, Oeiras e Castelo Branco - e em várias modalidades, das quais se destacam o Futebol 7 e o Futsal.

LE Facebook

©2018 Liga Empresarial. All Rights Reserved.

Search