Timeline

 
40'

Estatísticas do Jogador

Em jogo de recuperação relativo à 12ª jornada, o conjunto já campeão da Escala de Lisboa, teve como adversário a Brisa, equipa que na primeira volta tinha apontado 4 golos ao adversário desta noite, tantos com todas as outras equipas em conunto o tinham feito ao longo da prova. A partida começou com a Escala de Lisboa a impor o seu ritmo muito alto, com a Brisa a fechar os seus espaços defensivos. Aos 6 minutos Carlos Paulinho, inaugurou o marcador, abatendo a muralha defensiva da Brisa, verificada até então. Na partida havia também o interesse em encontrar o melhor marcador, com Sandro Vicente a defender a sua vantagem de 3 golos relativamente a Edson Costa, com o mister a dar 20 minutos a cada goleador. Sandro Vicente com 3 golos e Edson com 4, no 1º tempo apimentaram a discussão para o 2º tempo e elevaram a contagem para 8-0 ao intervalo. Do lado da Brisa, Diogo Rodrigues já justificava o golo, com um remate ao poste e um chapéu que esteve perto da perfeição.

No 2º tempo a toada manteve-se mas a Brisa mostrou eficácia, ao contrário dos primeiros 20 minutos. Sandro Vicente continuou a sua defesa com mais 2 golos, deixando assim a difícil tarefa para Edson que teria de marcar por mais 5 ocasiões em 10 minutos. Do outro lado Diogo Henriques finalmente encontrou o golo que tanto procurou e que já justificava. Os últimos 10 minutos estavam e então reservados para Edson Vicente tentar ultrapassar Sandro Vicente. A um minuto do fim, já no sopro final, essa marca foi alcançado com Edson a apontar o seu 9 tento no jogo, o 35º em toda a prova, verdadeiramente fantástica. Quem também fez o gosto ao pé foi Bruno Gonçalves, mais tarde eleito melhor jogador da prova. Destaque também para outro feito. À passagem do minuto 34, Bruno Lourenço fez o 2º golo para a Brisa. Este conjunto, marcou novamente mais que o golo à Escala, feito que mais nenhuma equipa alcançou na prova. O resultado fechou em 18-2, concluindo assim uma prova fantástica de uma verdadeira constelação de estrelas.

14 Vitórias em outros tantos jogos, deram a dobradinha a este conjunto orientado por Vítor Reis, que para além de serem campeões dentro do campo, o são também fora dele, numa grande representação da sua empresa. Muitos parabéns craques. Parabéns também à Brisa que perante um adversário mais forte, não se amedrontou e defendeu a sua baliza sempre com unhas e dentes, nunca tirando os olhos da baliza adversária.

comentários

A Liga Empresarial

A Liga Empresarial é a maior competição desportiva entre empresas em Portugal. Disputa-se em várias cidades do País -  Porto, Lisboa, Oeiras e Castelo Branco - e em várias modalidades, das quais se destacam o Futebol 7 e o Futsal.

LE Facebook

©2018 Liga Empresarial. All Rights Reserved.

Search